sábado, 5 de março de 2011


Formas fundamentais de realidade.

Física,
Química,
Psíquica,
Vital,
Poder,
Potência,
Espiritual.

A matéria não construíria tamanha maquina e engenharia funcional onde há vasos que levam o sangue para as células, as células que produzem metabolizações, ribossomos que produzem energia.


E produz uma racionalidade de si e sobre si e do universo, produz instintos e sentimentos.



Essencialismo existencialista.

Vitalizamos para produzir e manter a existencialidade. Pois a essência da vida é a existência, logo vitalizamos para existir. Ou seja, há um projeto e poder superior sobre todas as coisas e fenômenos agindo em prol da vida para que a mesma manter e aprimore a vitalidade para eternizar a existência.




Deus não é um fenômeno. É um poder, é uma racionalidade, sem forma e sem densidade, e sem materialidade. Mas se assim o querer pode ter forma e densidade.


A vida é uma essência não material constituída de poder vital e potencialidade.

O ser é a vida com o fenômeno e a matéria.

O tempo não existe como coisa em si.

Nenhum comentário:

Postar um comentário